Esta é a época do ano com mais azafama em todas as casas.  Perceber o que cozinhar para toda a família pode ser sempre uma enorme dor de cabeça. Ainda para mais se estiver farto dos tradicionais pratos de natal.  

Para as famílias mais alternativas, ou que gostam de inovar, alterar o menu pode ser uma boa alternativa. Quem sabe até se não criam uma nova tradição de família para esta fase natalícia.  

Uma viagem no tempo  

Ao contrário do que muitos pensam, o tomate não é originário da Europa, e muito menos da Itália. A América foi a país que introduziu o uso deste fruto e foi no México que se tornou famoso.  

Falando no México, foi aqui também que o consumo de tomate verde se tornou uma realidade, não fosse este o fruto “secreto” para os sabores da comida Mexicana.  

Na verdade, o México existe dois molhos muito famosos: salsa vermelha e salsa verde. Tanto um molho como o outro são absolutamente saborosos e são um complemento incrível para tacos e tortilhas.  

Molho de tomate verde mexicano  

Esta história leva-nos até aqui. No artigo de hoje vamos ensiná-lo/a a preparar um molho de tomate verde mexicano. Quem sabe isto não seja o incentivo que precisa para preparar uma ceia de natal um pouco diferente. 

Esta é uma receita bastante simples e tem um tempo de preparação de cerca de uma hora. Mas calma, não desespere… prometemos que vai passar rápido, e vai ser um sucesso! 

Para esta receita vai precisar de alguns ingredientes, mas todos eles muito fáceis de encontrar em qualquer supermercado.  

Ingredientes:  

  • 6 tomates verdes 
  • 1 cebola 
  • 2 dentes de alho 
  • 4 pimentos verdes (sem sementes e picados) 
  • 1/2 molho de coentro picado (em pedaços de tamanho médio) 
  • 2 abacates 
  • 1/2 molho de salsa picada (em pedaços de tamanho médio) 
  • sumo de 2 limões  
  • 2 colheres (sopa) de azeite 
  • 1 pouco de sal e pimenta  

Modo de preparação: 

  1. Comece por cortar os tomates ao meio e retire as sementes e reserve-as. 
  2. Corte a polpa em cubinhos e reserve.  
  3. De seguida, corte também a cebola ao meio e rale-a para que fique bem fininha e reserve. 
  4. Pique os dentes de alho e esmague-o com o pimentão verde e uma pequena porção de sal até obter uma pasta homogénea.  
  5. De seguida, adicione ao preparado anterior, um pouco de coentros e a cebola. Continue a esmagar tudo até conseguir uma pasta verde (com um aspeto granulado);  
  6. Pegue novamente nas sementes do tomate, coloque-as numa peneira e retire todo o seu sumo. Este sumo deve ser adicionado à pasta previamente preparada.  
  7. Corte ao meio o abacate. Retire-lhe o caroço e corte o mesmo em pedaços de mais um menos 1cm e amace um pouco. A ideia não é que fique uma papa. Deve ver uns pedaços mais triturados e ouros mais inteiros.  
  8. À pasta anterior adicione o abacate a salsa e o restante coentro e envolva tudo. De seguida adicione, o sumo de limão e o azeite e misture tudo. Adicione uma pitada de sal e pimenta a gosto.  

Bem sabemos que se deve estar a questionar sobre todos estes ingredientes. Na verdade, é toda a mistura que faz deste molho ser tão famoso. Existe uma explosão de sabores. O abacate confere ao molho o doce. O tomate e o limão o ácido. E a pimenta o toque mais picante.  

O melhor ainda é que este produto fica bem com quase tudo! Pode adicionar este molho a sandes (para um lanche mais divertido) ou sobre grelhados.  

Como pode ver, esta é apenas mais uma das receitas que pode fazer em casa usando o tomate verde que tanto tem para nos oferecer.  

Agora conte-nos: Vai arriscar um prato diferente nesta época festiva? 

Quando falamos em cozinhar com tomate verde todos ficam meio desconfiados. Na verdade, é fácil entender porquê. Todos os anos estamos habituados a assistir ao desperdício deste produto após as colheitas. Muitos consideram que o tomate verde não está próprio para consumo. Outros consideram que não é tão apetecível quanto o tradicional tomate vermelho. Ainda assim mostramos-lhe boas formas de adicional o tomate verde à sua dieta.

O certo é que se mudam os tempos e mudam-se as vontades. Hoje em dia, este é um produto cada vez mais valorizado por grandes chefes culinários. Para muitos, este produto é o complemento perfeito a muitos pratos. Conferindo-lhes assim a acidez perfeita, a textura e o pop de cor.

Para o ajudar a brilhar nas refeições, partilhamos consigo duas sugestões de receitas que implicam o uso do tomate verde.

Compota de tomate verde

  • Custo: Económico
  • Tempo de confeção: Demorado
  • Nível de Dificuldade: Fácil

Esta é provavelmente a sugestão mais simples e apetecível para os que não podem passar sem doces. Seja para colocar no pão, em tostas ou em cima de umas bolachas – esta será sempre uma boa alternativa.

Para esta receita o que irá precisar dos seguintes ingredientes:

  • 1kg de tomate verde;
  • Meia lima;
  • 700g de Açucar

Preparação:

Após reunir todos os ingredientes está na hora de colocar as “mãos na massa”. Comece este por lavar extremamente bem os tomates verdes. Não se esqueça de retirar o pêndulo. De seguida, corte os tomates em fatias extremamente finas.

Após cortadas as fatias, coloque-as num tacho juntamente com açúcar. Para garantir que o açúcar se funde na perfeição, alterne as camadas de tomate com camadas de açúcar. Reserve o tacho com os ingredientes e deixe-os a repousar cerca de 24 horas.

Lave a lima e procure cortá-la em rodelas muito finas e de seguida corte-as em 4 partes iguais. Adicione a lima ao tomate e açúcar previamente preparados. Leve todos os ingredientes ao lume e deixe cozinhar em lume brando.

Irá perceber que atingiu a o ponto perfeito de cosedura quando atingir o ponto de estrada. O ponto estrada é atingido quando ao mexer a mistura, esta abrir uma espécie de “estrada” do fundo do tacho.

Não se esqueça de ir mexendo a mistura durante o processo de cozedura.

Após cozinhado, deixe arrefecer um pouco e coloque o doce dentro de frascos. Para evitar o desperdício use frascos de vidro de que tenha em casa guardados de outros produtos. Quando estiver frio, feche os frascos e conserve-os. Está pronto a comer!

Tomates verdes fritos

  • Custo: Económico
  • Tempo de confeção: Rápido
  • Nível de Dificuldade: Fácil
  • Quantidade: 4 porções

 Esta é daquelas receitas que não são típicas em Portugal, mas após experimentar vai desejar já ter comido antes. Para esta incrível receita de tomate verde frito, vai necessitar dos seguintes ingredientes:

  • 1/4 de chávena de farinha
  • 2 ovos (batidos)
  • 1/2 chávena de farinha de milho 
  • 4 a 6 tomates verdes (fatiados com a grossura de mais ou menos um dedo)
  • Sal (a gosto)
  • Pimenta (a gosto)
  • Óleo vegetal para fritar

Preparação:

Comece por juntar todos os ingredientes.

De seguida divida em três tigelas (de tamanho considerável para caber as fatias de tomate) a farinha, os ovos batidos e farinha de milho.

Tempere as fatias de tomate com pimenta e sal a gosto. De seguida, pegue nas fatias e polvilhe levemente com farinha e mergulhe no ovo. Deixe escorrer o excesso e de seguida passe pela farinha de milho.

Numa frigideira funda, coloque o óleo para que se proceda à fritura.

Frite as fatias de tomate previamente envolvida nos ingredientes até ficarem com um aspeto dourado.

Estas são apenas duas das receitas que fazem uso deste produto que tem vindo a ganhar importância nas cozinhas. Por isso, e cientes das particularidades deste produto, desafiamo-lo a experimentar. Assim não estará apenas a fazer a vontade ao seu paladar. Estará também a fazer a vontade ao seu ambiente – evitando o desperdício alimentar!

O Potencial escondido do Tomate Verde

O tomate é um dos alimentos de origem vegetal mais populares em todo o mundo. Todos os anos são produzidas e utilizadas toneladas de tomates nas mais variadas formas e nos mais variados pratos: em sopas, molhos,  saladas, assados, cozidos – tanto pelos consumidores, como pela própria indústria.

O tomate vermelho é sem dúvida o mais conhecido e mais utilizado para todos estes fins, e o cultivo deste alimento nas quantidades em que este é requisitado, infelizmente, também tem um efeito secundário menos apetecível: o desperdício.

Na altura da colheita do tomate, as toneladas de tomates verdes produzidas são rejeitadas pela indústria, devido ao facto de não serem vermelhos, não cumprindo com os requisitos da mesma. Isto faz com que toneladas e toneladas de tomates verdes sejam desperdiçadas todos os anos.

O Tomate Verde faz mal à Saúde?

Há algum receio em relação ao consumo do tomate verde – não confundir com a espécie de tomate verde em si, mas o tomate vermelho não amadurecido – devido a uma substância que se pode encontrar nele e que pode ser tóxica: a solanina.

Encontra-se normalmente em maior concentração debaixo da casca do tomate, em maior concentração ainda se o tomate for verde. No entanto, é uma substância tóxica presente em muitos outros alimentos, como a batata, a beringela, e outros vegetais da família das solanáceas, e seria preciso ingerir uma quantidade considerável destes para ter um efeito realmente tóxico no corpo.

Como podemos utilizar o Tomate Verde?

Há formas de reduzir o impacto da solanina na nossa saúde, como por exemplo a fermentação.

Desta forma, o tomate verde pode ser usado com toda a segurança em molhos, chutneys, marmeladas, conservas, e ainda tem a vantagem de ser probiótico, graças ao processo de fermentação antes da sua utilização.

Há, também, muitos países onde os tomates verdes são utilizados em pratos típicos de certas regiões. Uma dessas conhecidas receitas até deu origem a um filme nos anos 90, chamado “Tomates Verdes Fritos”.

Receita de Tomates Verdes Fritos à Americana

Se fosse feita uma lista dos pratos típicos do sul dos Estados Unidos da América, os tomates verdes fritos seriam, sem dúvida, mencionados com destaque. Os habitantes do sul dos Estados Unidos já fritam tomates verdes há muito, mas este prato tornou-se popular a nível nacional graças a um livro lançado no final da década de 80, chamado “Fried Green Tomatoes at the Whistle Stop Cafe”, escrito por Fannie Flagg. O título do livro traduz-se para “Tomates Verdes Fritos no Café Whistle Stop”.

Ingredientes:

4 tomates verdes

Sal (a gosto)

Pimenta preta moída na hora (a gosto)

Gordura de Bacon ou algum tipo de óleo para fritar

1 chávena de farinha de milho

2 ovos grandes

Como Fazer:

  • Cortar os tomates em fatias com cerca de 1cm ou 1,5cm de largura. Temperar com sal e pimenta a gosto.
  • Deixar as fatias de tomate a temperar e depois secá-las com papel de cozinha
  • Colocar numa frigideira cerca de 1cm de óleo para fritar sobre lume médio
  • Colocar a farinha de milho numa taça pouco funda
  • Noutra taça, bater os ovos
  • Passar as fatias de tomate pelos ovos e depois pela farinha de milho até estarem completamente cobertas
  • Quando o óleo estiver quente, fritar as fatias de tomate até estarem douradas, virando-as gentilmente quando necessário até ambos os lados estarem iguais.
  • Coloque as fatias de tomate fritas sobre papel de cozinha e depois deixe-as num suporte até arrefecer para servir

Podem ser servidos como tapas ou acompanhamento.