O tomate verde é visto por muitos como um alimento desprezível e pouco apetecível. Na verdade, a sua cor verde faz com que o produto não tenha o aspeto apetecível do tomate vermelho. E é compreensível, até porque culturalmente estamos habituados a que seja dessa forma.  

Porém, este grupo operacional acredita nas potencialidades deste produto. Acreditando acima de tudo, que estes são produtos que podem ser usados como forma de combate ao desperdício. Não fossem as várias toneladas que todos os anos acabam por ficar perdidas nos terrenos após a apanha das culturas de tomate.  

O que muita gente não sabe é do enorme número de benefícios que este produto possui. Por isso, neste artigo fazemos uma viagem consigo pelos benefícios do tomate verde. Prometemos que se irá surpreender.  

  1. Bastante útil para quem tem varizes  

Os tomates verdes contêm ácido acetilsalicílico. Este é um ácido que tem como benefícios a sua ação anticoagulante. Isto fará com que este produto possa ser usado como terapia alternativa ao tratamento das varizes. Coloque o tomate verde fatiado nas veias que mais se destacam e respira este processo várias vezes para obter melhores resultados. As varizes desaparecem gradualmente. Contudo, destacamos sempre a importância de aconselhamento médico. Uma vez que casos mais avançados podem implicar tratamentos mais especializados.  

  1. Equilíbrio de colesterol 

Os tomates verdes não têm colesterol. Para que tenha uma ideia cerca de 100 gramas de tomate verde oferece 1,20 gramas de proteína, que atua de forma a equilibrar o colesterol no sangue. Além disso, contém 0,20 gramas de gordura. As gorduras ligam o colesterol ao intestino. A vitamina B3 é outra das vitaminas presentes neste produto e tem um papel vital na redução do colesterol “mau”. 

  1. Acelera o processo de cicatrização 

O tomate verde possui bioflavonoides. Os bioflavonoides atuam como agente antibacteriano e anti-inflamatório, que acabam por auxiliar no processo de cicatrização devido à inflamação. Reduz respostas inflamatórias. 

  1. São aliados na saúde da sua pele  

Caso não saiba, a saúde da sua pele é outro dos beneficios do tomate verde. O tomates verdes é um ótimo aliado de beleza. Contém vitamina A  , potássio e vitamina C, conhecida por manter a frescura da pele. Mantém a elasticidade da pele, fazendo com que diminua a probabilidade de aparecimento de rugas precoces.  

  1. Dieta saudável 

Os tomates verdes são ótimos aleados de um estilo de vida saudável. São carregados de  fibras ,  hidratos de carbono, açúcar e proteínas que fornecem ao corpo a energia necessária. O consumo deste tomate, contribui para a diminuição das gorduras para a sua saúde.  

  1. Ajuda na formação de massa muscular 

Diversos estudos têm vindo a pesquisar o impacto do tomate no fortalecimento e crescimento muscular. Com isso, alguns estudos mostram que a presença de tomatidina ajuda na formação de massa muscular. 

  1. A saúde dos olhos 

Os tomates verdes são úteis para manter os olhos saudáveis. Uma vez que este alimento possui vitamina A considerada a vitamina crucial para manter a saúde ocular.  

Para quem não for grande fã de cenoura, o tomate verde é um ótimo substituto para manter os seus olhos saudáveis.  

Estas são algumas das vantagens que pode ter na sua saúde com o consumo de tomate verde. Contudo, não se esqueça que todos os benefícios só podem ser alcançados quando é seguido um estilo de vida saudável. Os alimentos são apenas o primeiro passo para manter a sua saúde, mas uma boa alimentação não dispensa as visitas regulares ao seu médico.  

Posto isto, dê asas à sua imaginação e inclua o tomate verde na sua dieta: a sua saúde agradece, e o ambiente também. 

tomate-industrial

A sustentabilidade agrícola é um tema cada vez mais falado. Encontrar formas de produzir mais, mas como mínimo impacto ambiental é cada vez mais uma prioridade. Por isso, com vista à promoção da inovação de setor agrícola foram criados diversos grupos operacionais, dentro dos quais se destaca o Greentaste.  

Mas o que é um Grupo Operacional? 

O termo parece estranho, mas na verdade é bem simples de explicar! Os Grupos Operacionais nada mais são do que parcerias constituídas por entidades publicas ou privadas que têm como objetivo desenvolver um plano de ação. 

No fundo estes grupos operacionais são grupos de estudo que visam desenvolver planos de ação que visem dar suporte à inovação no setor agrícola. Para cada um dos grupos é disposto um problema concreto ou oportunidades à produção – no caso específico do Greentaste estamos a falar do tomate verde.  

Para este Grupo Operacional é fundamental estudar todas as potencialidades do tomate verde, procurando alternativas e estratégias que ajudem a perceber de que forma este pode ser aproveitado. Evitando-se o desperdício que muitas vezes ocorre após as colheitas do tomate. Aquilo que se pretende é criar produtos que de alguma forma sejam do agrado do consumidor e que façam este produto ter uma segunda vida – seja ou não através de produtos como: molhos ou temperos.  

Quais são os objetivos concretos deste Grupo Operacional? 

  • Diminuir o desperdício alimentar. Todos os anos várias toneladas de tomate acabam por ficar no solo, por isso é importante desenvolver formas de aproveitar industrialmente este alimento. Que ainda que verde, possui imensas potencialidades;  
  • Criar uma nova forma de rendimento. Com a enorme quantidade de alimentos que ficam na terra, pode ser criada uma nova fonte de rendimento, fazendo com que o produto consiga ser vendido a entidades competentes para a produção de produtos que cheguem até ao consumidor final.  
  • Promover a saúde e o bem-estar. Este Grupo Operacional irá focar-se também em perceber as potencialidades do tomate ainda verde e de que forma ele pode desempenhar impacto positivo na saúde do consumidor final. Estes estudos recaem sobre a análise de valores probióticos do produto fermentado.  
  • Criar uma nova gama de produtos. Visando o desperdício o que se pretende é criar um produto que seja agradável ao consumo. Para isso a aposta recai sobre o desenvolvimento de uma nova gama de molhos e temperos à base de tomate verde.  
  • Criar um mercado nacional mais competitivo. Quando falamos do mercado internacional de molhos e temperos, sabemos bem a sua competitividade. Por isso, queremos conseguir criar uma vantagem competitiva que vise a acompanhar as tendências deste mercado. Procurando apresentar produtos estrategicamente mais competitivos.  

A verdade é que cada Grupo Operacional possui o seu objetivo especifico, mas todos eles possuem três grandes objetivos em comum. Porque no fundo todo o trabalho é feito a pensar num bem maior. Desses objetivos gerais, destacamos três objetivos específicos:  

  • Potencialização da agricultura portuguesa: no caso do tomate, não fosse este um produto de forte representação no setor agrícola. 
  • Reduzir o desperdício: Neste caso, visando a diminuição do desperdício alimentar;  
  • Divulgar, promover e informar: Este grupo operacional à semelhança dos restantes, pretende estimular formas de consumo de hortifruticulturas que sejam livres de conservantes ou outro tipo de aditivos artificiais. A nossa saúde agradece, e o nosso ambiente também.  

Porque na verdade, cuidar do nosso ambienta também é cuidarmos de nós.  

Esta é a época do ano com mais azafama em todas as casas.  Perceber o que cozinhar para toda a família pode ser sempre uma enorme dor de cabeça. Ainda para mais se estiver farto dos tradicionais pratos de natal.  

Para as famílias mais alternativas, ou que gostam de inovar, alterar o menu pode ser uma boa alternativa. Quem sabe até se não criam uma nova tradição de família para esta fase natalícia.  

Uma viagem no tempo  

Ao contrário do que muitos pensam, o tomate não é originário da Europa, e muito menos da Itália. A América foi a país que introduziu o uso deste fruto e foi no México que se tornou famoso.  

Falando no México, foi aqui também que o consumo de tomate verde se tornou uma realidade, não fosse este o fruto “secreto” para os sabores da comida Mexicana.  

Na verdade, o México existe dois molhos muito famosos: salsa vermelha e salsa verde. Tanto um molho como o outro são absolutamente saborosos e são um complemento incrível para tacos e tortilhas.  

Molho de tomate verde mexicano  

Esta história leva-nos até aqui. No artigo de hoje vamos ensiná-lo/a a preparar um molho de tomate verde mexicano. Quem sabe isto não seja o incentivo que precisa para preparar uma ceia de natal um pouco diferente. 

Esta é uma receita bastante simples e tem um tempo de preparação de cerca de uma hora. Mas calma, não desespere… prometemos que vai passar rápido, e vai ser um sucesso! 

Para esta receita vai precisar de alguns ingredientes, mas todos eles muito fáceis de encontrar em qualquer supermercado.  

Ingredientes:  

  • 6 tomates verdes 
  • 1 cebola 
  • 2 dentes de alho 
  • 4 pimentos verdes (sem sementes e picados) 
  • 1/2 molho de coentro picado (em pedaços de tamanho médio) 
  • 2 abacates 
  • 1/2 molho de salsa picada (em pedaços de tamanho médio) 
  • sumo de 2 limões  
  • 2 colheres (sopa) de azeite 
  • 1 pouco de sal e pimenta  

Modo de preparação: 

  1. Comece por cortar os tomates ao meio e retire as sementes e reserve-as. 
  2. Corte a polpa em cubinhos e reserve.  
  3. De seguida, corte também a cebola ao meio e rale-a para que fique bem fininha e reserve. 
  4. Pique os dentes de alho e esmague-o com o pimentão verde e uma pequena porção de sal até obter uma pasta homogénea.  
  5. De seguida, adicione ao preparado anterior, um pouco de coentros e a cebola. Continue a esmagar tudo até conseguir uma pasta verde (com um aspeto granulado);  
  6. Pegue novamente nas sementes do tomate, coloque-as numa peneira e retire todo o seu sumo. Este sumo deve ser adicionado à pasta previamente preparada.  
  7. Corte ao meio o abacate. Retire-lhe o caroço e corte o mesmo em pedaços de mais um menos 1cm e amace um pouco. A ideia não é que fique uma papa. Deve ver uns pedaços mais triturados e ouros mais inteiros.  
  8. À pasta anterior adicione o abacate a salsa e o restante coentro e envolva tudo. De seguida adicione, o sumo de limão e o azeite e misture tudo. Adicione uma pitada de sal e pimenta a gosto.  

Bem sabemos que se deve estar a questionar sobre todos estes ingredientes. Na verdade, é toda a mistura que faz deste molho ser tão famoso. Existe uma explosão de sabores. O abacate confere ao molho o doce. O tomate e o limão o ácido. E a pimenta o toque mais picante.  

O melhor ainda é que este produto fica bem com quase tudo! Pode adicionar este molho a sandes (para um lanche mais divertido) ou sobre grelhados.  

Como pode ver, esta é apenas mais uma das receitas que pode fazer em casa usando o tomate verde que tanto tem para nos oferecer.  

Agora conte-nos: Vai arriscar um prato diferente nesta época festiva?